Jullyana e Carlos Henrique…

O sol se punha com força, como se não quisesse deixar de assistir aquele casamento…

As flores da decoração, do buquê e até do cabelo dela permaneciam firmes e suaves, ao mesmo tempo, assim como os dois são…

A emoção fez presença enquanto ela se arrumava, enquanto ele a esperava… e depois, juntos, no altar, deu lugar a calma, segurança, certeza, de que naquele dia, naquela hora, era ali, selando este compromisso que os dois deveriam estar…

Os sorrisos eram certos e fartos, porque todos estavam tão felizes que não conseguiam esconder…

A voz dela, cantando pra ele “I won’t give up”, parecia embalar os balões em forma de coração que os padrinhos seguravam…

Os balões… continuaram a dançar, voando céu afora, enquanto eles se beijavam pela primeira vez como marido e mulher…

A noite caía, e a festa continuava…

A pele da gente já estava fria… mas os corações quentes, porque não se via, nenhum participante daquela festa sem ostentar a alegria na cara, nos passos, nos abraços…

E nós… fotografamos e oramos… o que foi unido na terra, foi unido no céu… os anjos, lá em cima, também sabiam que era o casamento da Ju e do Carlim… e deviam estar festejando conosco!

face 1face 2face 3face 4face 5face 6face 7face 8face 9face 10face 11face 17face 12face 13face 14face 15face 16face 18face 19face 20face 21face 22face 36face 23face 24face 25face 26face 27face 29face 30face 31face 32face 33face 34face 35

 

Amanda e Leonardo

Já dizia o poeta:

“Sonho que se sonha só
É só um sonho que se sonha só
Mas sonho que se sonha junto é realidade”

E nós fotografamos a realização de um sonho que foi sonhado juntinho… em cada detalhe programado, cada detalhe modificado, cada detalhe que parecia “ter dado errado”, foi tudo muito juntinho, os dois!

E foi realizado muito mais juntinho… mas não só os dois… no brilho do olhar da mãe, no “beicinho” de emoção do pai, no sorriso aberto e largado dos irmãos, nas lágrimas de praticamente todos os convidados (e fotógrafos) enquanto ela entrava, nas palavras do pastor, no primeiro beijo, na felicidade arreganhada que saltava dos olhos quase fechadinhos dela, dos lábios dele…

O poeta só não sabia da maior e melhor coisa deste sonho… mas eu vou complementá-lo aqui, humildemente: SONHO QUE NASCE NO CORAÇÃO DE DEUS, CARO POETA, É FELIZES PARA SEMPRE!

face 1face 2face 3face 4face 7face 8face 9face 10face 11face 12face 13face 14face 15face 16face 17face 18face 19face 20face 21face 22face 23face 24face 25face 26face 27face 28face 29face 30face 31face 32

Marília e Rond

“Quando eu olho pra você

Sinto como se fosse a primeira vez

que a vejo

Pois a beleza que há em Ti

Renova a cada amanhecer

E cada vez mais te desejo

Você faz meu mundo ser mais belo

Você faz a canção ser mais bonita

Você é bem mais do que um dia eu sonhei

Você é a mulher da minha vida

E eu amo você!

E hoje eu posso te dizer

Valeu a pena esperar por você

Nosso Deus que nos uniu

Me deu a eternidade pra ficar com você!

Você e eu pra sempre!!

Lindo como o azul do céu

Grande como o imenso mar

É meu amor por ti

Livre como as aves no céu

Puro como o doce mel

É meu amor por ti

Nem palavras, nem poesias, podem demonstrar

Este amor tão grande que há em meu coração

Como é bom poder te amar!!

E hoje eu posso te dizer

Valeu a pena esperar por você

Nosso Deus que nos uniu

Me deu a eternidade pra ficar com você

Você e eu pra sempre!!!”

Esta é a letra da música que o Rond fez pra Marília, muito antes de conhecê-la… porque sabia que o Deus que Ele serve, é poderoso pra fazer infinitamente mais do que ele poderia sonhar…

(Dispensa nossos textos… né?)

face 1face 2face 3face 4face 5face 6face 7face 8face 9face 10face 11face 12face 13face 14face 15face 16face 17face 18face 19face 20face 21face 22face 23face 24face 25face 26face 27face 28face 29face 30face 31face 32face 33

Gláucia e Hude

Num MiniWedding cheio de charme eles disseram SIM!

Uma cerimônia intimista, civil e religiosa, cheia de compromisso e de fé marcou a história deles dois. Aquele dia, foi o primeiro, dos dias mais felizes da vida deles!!

Do jeitinho que cabia pra eles… As flores, as pessoas, a música, o clima… Deles e pra eles!

E a gente deseja que seja a vida deles continue sendo assim… Com o compromisso de amor e lealdade que eles firmaram no brilho do olhar e no sorriso que esbanjavam um para o outro durante todo o casamento… Com a fé de que, quem os uniu, não erra… e o que Ele faz não pode ser desfeito… Junto dos que mais amam, antes, agora, e sempre… que esta casa seja sempre cheia de amigos especiais!!!

E que nunca falte a simplicidade do amor de verdade…

Um MiniWedding para um MáxAmor!!!

face 1face 2face 3face 4face 5face 6face 7face 8face 9face 10face 11face 12face 13face 14face 15face 17face 18face 19face 20face 21face 23face 24face 25face 26face 27

Paulline e Marcelo

Só conhecemos os dois, dois dias antes do casamento… E posso falar? Foi um encontro massa pra caramba! Conhecemos um pouco da história dos dois, encontramos um monte de gostos e interesses em comum… e pronto… estávamos prontos pra registrar o casamento deste casal de goianos, que moram no Rio de Janeiro.

O que mais chama atenção na história deles é a confiança no amor um do outro, que toma conta deles, das decisões, dos planos futuros, dos passos de agora, dos sorrisos das famílias, dos abraços dos amigos, dos braços dados e mãos entrelaçadas durante a cerimônia, dos olhos marejados em tantos momentos do dia deles, da cumplicidade que todo mundo sente de um com outro e do outro com o um.

Por confiarem no amor um do outro, depois de quase uma década de namoro, deixaram Goiânia pra trás e foram recomeçar no Rio de Janeiro… E pra ser perfeito, precisava ser abençoado… E porque Deus sempre escolhe com carinho nossos casais… Fomos escolhidos pra contar com as nossas fotografias o primeiro dia da família deles!!

13 horas fotografando… e a gente nem queria ir embora… a gente sentiu que fazia parte da festa, e nos divertimos demais enquanto fotografávamos. Um povo massa demais, cheio de energia e alegria pra dividir com a Paulline e o Marcelo… afinal… era hora de comemorar o amor do casal goiano mais carioca que já passou pelas nossas lentes…

E agora, nos resta torcer… torcer muito pro Rio de Janeiro ser pequenininho pro amor deles, e assim, as visitas a Goiânia serem frequentes pra gente se encontrar de novo e de novo!!! E orar… pedir ao Pai do céu que os guarde sempre e sempre, e que a família deles seja lar, por onde estiver!!!

face 1face 2face 3face 4face 5face 8face 7face 6face 10face 9face 11face 12face 13face 14face 15face 16face 17face 18face 19face 20face 21face 22face 23face 24face 25face 26face 27face 28face 29face 30face 31face 32face 33face 35face 36face 37face 38face 39face 40face 41face 42face 43face 44face 45face 46face 47face 48face 49face 50

Luciene e Hudson

Na vida, não existe quem acerta sempre… como também não existem errantes completos… Acertamos… Erramos… Vivemos de muitos inícios, e outros tantos fins… Mas a chance de nos levantarmos da cama todos os dias, ver o sol brilhando lá fora, e termos a oportunidade de recomeçar, é o que transforma um indivíduo comum em um vencedor. Vencedores não perdem chances de recomeços…

Vencedores recomeçam… e dão oportunidades de novos fins… ou de não existirem, estes fins.

Esta história que Deus escreveu e nos deu a oportunidade de ilustrar, conta sobre dois vencedores… que não perderam as chances pra recomeçar…

face 1face 2face 4face 5face 6face 7face 8face 9face 10face 11face 12face 14face 15face 16face 17face 18face 19face 20face 21face 22face 23face 24face 25face 26face 27face 28face 29face 30face 31face 32face 33face 35face 36face 37face 38face 39

 

Dani e Diego…

É bem difícil chamar a Dani de Daniela… porque ela é Dani! De riso frouxo, carinho explícito, olhar doce, mas de uma fortaleza imensa quando se trata de lutar pelos sonhos, dela própria ou de quem ela ama…

O Diego não é de tantas palavras, mas não deixa de falar as necessárias. É sincero e transparente nas afeiçoes, do mexer das mãos e até na firmeza dos passos… o que faz com que ele seja completamente original.

Juntos, são feijão com arroz, lado A e lado B, tampa e balaio, piscina e água, sabe como é, né? “Ele completa ela e vice-versa, que nem feijão com arroz!”

E numa noite em que a meteorologia errou dizendo que ia chover, e começou com um por de sol lindo e uma noite quente, eles disseram SIM! Rodeados de tanta gente que sorriu, torceu e abençoou este casamento… Cheios de emoção, dos pais, irmãos e tantos amigos que encheu a igreja, até em pé podíamos ver pessoas sorrindo pro “felizes para sempre” da Dani e do Diego.

E nós, enquanto fotografávamos, também sorrimos, nos emocionamos, e abençoamos o encontro dessas duas pessoas lindas, por dentro e por fora, do direito e do avesso… lembrando sempre de um trechinho dos votos da Dani… “te amar foi a melhor decisão que meu coração tomou…

face 1face 2face 3face 4face 5face 6face 7face 8face 9face 10face 11face 12face 13face 14face 15face 16face 17face 18face 19face 20face 21face 22face 23face 24face 25face 26face 27face 28face 29face 30face 31face 32face 33face 34face 35face 36face 37face 38face 39face 40

 

 

 

 

 

 

Sinara e Manoel…

“Sem ter paz no coração
Foi meu medo de viver
Sem ter fundo pra preencher
E no meu vazio
Um pouco de você

No meu palco de paixão

Só sabia me perder
Sem ter fundo pra pisar
E na minha magia
Existia só você

E me fiz pelo avesso
Para ser o que não sou, até
E te quis a qualquer preço
Pra me achar no fim de pé
Pra me ver sorrir
Pra me ver feliz
Pra me ver sonhar

Vou amar pra ver o sol
Vou brilhar no seu luar
Vou crescer pra ter razão
Vou viver de coração”

Avesso – Nilton Rabello

(A música que o noivo entrou no casamento… e é a primeira música que ele lembra quando fala deles… Desta vez as palavras aqui são dispensáveis… Acreditamos que a letra da música, e as fotos, falarão no nosso lugar)

face 1face 2face 3face 4face 5face 6face 7face 8face 9face 10face 11face 12face 13face 14face 15face 18face 30face 19face 20face 21face 22face 23face 24face 25face 26face 27face 28face 29face 31face 32face 33face 34face 35face 36face 37face 38face 40face 41face 42face 43face 44face 45face 46face 47face 48face 49face 50face 51face 52

Karol e Brow…

Talvez nós devêssemos começar esse post, com o título Karolina e Lucas… Mas depois desses momentos que passamos com eles, é impossível não lembrar como KAROL e BROW!

Porque pra gente, eles viraram íntimos… daqueles que a gente chama pra comer um x-salada bacon e uma coca zero num domingo a noite… Mas é mais… Muito mais… Parece que todo mundo que estava lá no casamento, poderia estar com eles comendo um x-salada bacon junto… pra todo mundo lá, quem estava casando era a Karol e o Brow!

Dizem que os amigos são a família que Deus deixa a gente escolher… E no caso deles, a família também são os amigos que eles escolheram!! Os irmãos são amigos, os amigos são irmãos, as mães além de gatas são amigas, as amigas são primas, as cunhadas são amigas… a gente sentia que estávamos no meio de uma família gigante de grandes amigos!

As conversas, a cumplicidade, a emoção dividida, as gargalhadas arregaçadas, os abraços demorados… foi, sem dúvida, um acontecimento marcante pra qualquer um que estivesse ali…

E você deve estar perguntando… Um casamento, e esse post só fala de amizade?? E os dois???

Os dois???

É o de mais lindo que tinha lá!!

A amizade deles dois!!!

Coisa de filme então… uma amizade de 10 anos, com muita treta dividida em confidências… sem segredos, sem mistérios, porque já se conheciam pra caramba… descobriram que essa amizade tinha cores! E eram lindas, reais!!!

Eles se amam muito além do romantismo do amor perfeito… eles se amam na cumplicidade, na parceria, na troca de confidências, na verdade da amizade da Karol e do Brow…

face 1face 2face 3face 4face 5face 6face 7face 8face 9face 11face 12face 13face 14face 15face 16face 17face 18face 19face 20face 21face 22face 23face 24face 25face 26face 27face 28face 29face 30face 31face 32face 33face 34face 35face 36face 37

Anna Cláudia e Bruno – Mini Wedding

Com quantas letras se escreve a palavra AMOR?

Ah… na nossa presunçosa sabedoria, poderíamos responder logo, 4 letras…

Mas a Anna Cláudia e o Bruno nos ensinaram que talvez não seja bem assim!

Numa manhã de sábado com o sol brilhante e quentinho, algumas pessoas se juntaram para comemorar a decisão deles dois de viverem felizes para sempre!

Um dia muito iluminado, que parecia até ser reflexo da alegria de cada um ali presente… O clima que todos sentiam ia além da temperatura… Passava pelo coração e transformava em sorriso, brilho nos olhos, abraços, ternura, emoção!!!

Emoção… que fazia as mãos da mãe dela tremerem ao vê-la noiva, pronta, linda… que explodia no peito dele, enquanto a esperava no altar… que escorria pelos olhos do pai dela quando a entregava pra ele… que morava nos passos vagarozos e cheios de carinho da vovó e o priminho levando as alianças… que era presente no abraço firme dos dois casais de padrinhos… que fazia com que ela sorrisse fácil enquanto ouvia o pastor e o vento balançava as mexas soltas do seu cabelo… que fazia com que ele se declarasse pra ela apenas com o olhar ao colocar a aliança no dedo anelar dela… Que invadiu os nossos corações, os nossos olhos, as nossas lentes, e as nossas fotografias!!!

E foi lá… naquele dia… com eles dois… que aprendemos que AMOR pode se escrever com 3 letras… AMOR se escreve NÓS! Nós… primeira pessoa, porque é tão importante e agora, vem em primeiro… do plural, porque desde aquela manhã, eles são plural!

face 1face 2face 3face 4face 5face 6face 7face 8face 9face 10face 11face 12face 13face 14face 15face 16face 17face 18face 19face 20face 21face 22face 23face 25face 26face 27face 28face 29face 30